Songs To Break Traditions

by Uncage

/
  • Streaming + Download

     

1.
2.
01:54
3.
02:19
4.

about

Comentários das letras em seus respectivos links.

Gravado em Julho de 2016 no estúdio Triumph, por Paulo Buesso.

Andre - Voz
Filype - Guitarra
Mateus - Baixo
Lucas - Bateria

credits

released August 7, 2016

tags

license

all rights reserved

about

Uncage São Paulo, Brazil

contact / help

Contact Uncage

Streaming and
Download help

Track Name: Compassion in Action
I refuse to close my eyes. I can't tolerate this cruelty. I've got this feeling, you know I can't hide. I wonder if you feel the same as me. For the innocent lives, for all the blood that has been shed, I will not turn my back. Compassion in action! Can you feel? Do you care? How many more creatures will die to satisfy your selfishness? And I'm asking you... if not us, then who? If not now, then when? Do you care?

Me recuso a fechar os olhos. Não posso tolerar essa crueldade. Você sabe que não consigo esconder o que sinto. Me pergunto se sente da mesma forma. Por todas as vidas inocentes, por todo o sangue derramado, não vou dar as costas. Compaixão em prática! Você consegue sentir? Você se importa? Quantos seres a mais vão morrer pra satisfazer seu egoísmo? E eu te pergunto... se não nós, quem? Se não agora, quando? Você se importa?
Track Name: No Reason
What makes us to decide? Spare one life and end the other. Different values, disregarded rights. No reason justify their pain, their suffering, their fear, their cries. How would you feel without a voice to stand and fight? Your pain, your suffering, your fears, your cries. How would you feel? There's no greater weight. Hearts beating, yours and theirs. What makes us draw the (moral dividing) lines? (Speciesism) Discrimination against or exploitation of animal species by human beings based on an assumption of mankind's superiority.

O que nos faz decidir? Poupar uma vida e acabar com outra. Valores diferentes, direitos ignorados. Nada justifica a dor, o sofrimento, o medo, e o choro deles. Como você se sentiria sem ter como se posicionar e lutar? Sua dor, seu sofrimento, seus medos, seu choro. Como você se sentiria? E não tem um peso maior. Corações batem, o seu e o deles. O que nos faz traçar uma linha de divisão moral? (Especismo) Discriminação ou exploração com os animais, sustentado pela ideia de uma suposta superioridade dos seres humanos.
Track Name: Convenience
You feel sad, but you say it's not for you. You can't do it, and I can't understand you. Everyday the same old stories, but not a single one makes sense. You keep thinking and they keep dying, for your own convenience. You say you care, but you say you don't have time. I can't relate, but I hope you change your mind. Afraid to change, afraid to try, afraid to break away. There's no excuse, times have changed, you gotta start today.

Você fica triste, mas diz que não é pra você. Não consegue, e eu não consigo te entender. Sempre as mesmas histórias, mas nenhuma delas faz sentido. Enquanto você pensa sobre, eles estão morrendo por conta da sua conveniência. Você diz que se importa, mas não tem tempo. Não consigo achar ok, mas espero que suas ideias mudem. Medo de mudar, medo de tentar, medo de se posicionar. Não há desculpas, os tempos mudaram, comece hoje.
Track Name: Behind Closed Doors
Nothing more than a product, source of profit. Locked up, incarcerated, as property. Just raised for human interests. Disposable, tortured, a life of pain. Born, live and die not seeing life outside. Greed plays a major role. Murder, rape, behind closed doors. Empires built on slavery. Selling lies, hiding truths, a blindfold game leading to support atrocities so-called "humane", when nothing's different. Pleasant words, same bloody business.

Não mais que um produto, fonte de lucro. Trancados, encarcerados, como propriedades. Criados apenas para os interesses humanos. Descartáveis, torturados, uma vida de dor. Nascer, viver e morrer, sem ver a vida lá fora. A ganância tem um papel principal. Assassinato, estupro, por trás de portas fechadas. Impérios construídos através de escravidão. Vendendo mentiras, escondendo verdades, um jogo às cegas que leva ao apoio de atrocidades chamadas "humanitárias", quando não há nada diferente. Palavras agradáveis, o mesmo negócio sanguinário.